10 estratégias para conseguires ler mais livros

So many books, so little time

21 março, 2017


Não há frustração maior para alguém que gosta de ler do que acumular livros intocáveis nas prateleiras. Para um apreciador de livros bonitos é indiferente, para quem gosta de realmente lê-los, não é. Cheguei àquela altura da vida em que tenho pelo menos uns dez livros de atraso e já parece estúpido continuar a comprar enquanto não der vazão a isto. Agora que estou mais perto da Rádio e já não preciso de andar de metro, a coisa ficou mesmo grave. Elaborei então uma série de estratégias para conseguir ter mais tempo para ler.

 1- Uma tarefa doméstica, um capítulo. Na altura dos exames da faculdade, intercalava sempre o estudo com um episódio de Sexo e a Cidade. Vi todas as temporadas em duas semanas e tive boas notas. Agora também é capaz de funcionar. Preciso de enfiar a louça na máquina, passar a ferro, fazer a cama, dar banho ao cão e fazer um bolo? Perfeito! Entre cada uma dessas tarefas vou ler mais um capítulo. Até posso criar uma obrigatoriedade: só continuo a ler depois de cumprir a tarefa, assim serve de estímulo para fazer ambas as coisas.

2- Andar sempre com um livro na mala. É só mais um coisa na mala e nunca se sabe quando vais ter que esperar por alguém, seja na esquina ou no consultório do dentista.

 3- Andar de transportes públicos. Esta é a parte que me está a faltar porque, até há um ano, era precisamente nos transportes públicos que eu conseguia ler mais. Para além de leres descansado, o ambiente agradece e, nalguns casos, a carteira também.

 4- Levanta-te mais cedo e toma o pequeno-almoço com livros. Esta tem resultado muito bem comigo. Em vez de ligar a televisão, consigo ler enquanto preparo os ovos estrelados ou enquanto como a minha granola paleo. Depois de comer, se ainda tiver tempo, leio mais um bocadinho.

 5- Audiolivros! Não existem muitas obras disponíveis em português, mas ouvir um livro em vez de o ler pode ser uma óptima solução para quem não tem tempo. Podes ouvir enquanto conduzes ou na passadeira do ginásio. Digamos que tenho feito muito isto com a obra do Bob Dylan.

6- Ler antes de dormir. Aquele pedaço de tempo entre estares deitado e começares a ter sono é perfeito para voltar a abrir o livro que tens na cabeceira. Há quem diga que é bom para as insónias, no meu caso, se o livro for espetacular, corro o risco de fazer direta.

 7- Apontar na agenda as horas de leitura. Para control-freaks esta é a opção ideal. Entre uma aula e uma marcação na esteticista , porque não marcar uma hora sagrada para ler?

 8 - Alarme no telemóvel. No inicio da semana coloca vários alarmes no telemóvel, a horas diferentes para não parecer uma tarefa obrigatória. Também podes sempre fazer snooze.

 9 - Reuniões e aulas chatas. Não digas que fui eu quem deu este conselho, mas às vezes é preferível avançar numa Toni Morisson do que ouvir coisas sem interesse.

 10-  Reforma-te! Tcharan!Dizem que é na reforma que vamos realmente ter tempo para tudo. Quantos livros achas que consegues acumular até aos 65 anos?